Redução de custos, economia de tempo, otimização dos processos. Estas são algumas das vantagens oferecidas pelas plataformas digitais de recrutamento e seleção, que contam com a tecnologia como diferencial. Através de recursos como inteligência artificial, elas atraem e engajam empresas e profissionais com experiências impulsionadas pela internet.

A agilidade é um dos pontos fortes da seleção automatizada. Segundo pesquisa da plataforma Kenoby, 70% dos recrutadores querem selecionar candidatos mais rapidamente e enfrentam dificuldades para fazê-lo no cenário digital. O alto volume de processos seletivos em andamento (sendo boa parte deles manuais) e o baixo investimento interno em tecnologia são entraves que retardam a contratação de talentos.

Plataformas que fazem a automatização do processo seletivo oferecem, entre outras coisas, os seguintes recursos aos gestores de RH: canal para solicitação e aprovação de novas vagas; registro de atividades; mapa com informações sobre desempenho; centralização da divulgação das oportunidades; aplicação de testes online e agendamento de entrevistas e dinâmicas em massa; inclusão dos líderes nos processos seletivos; integração de plataformas e modelos de carta-proposta.

Se os benefícios para as empresas são evidentes, disponibilizando mais insumos para tomar decisões em grande volume, o que dizer sobre a experiência dos candidatos? O bom desempenho nas entrevistas virtuais passa pela necessidade do entendimento deste canal de contato. Diferentemente da entrevista presencial, a videoconferência tem dinâmica e características próprias, mas exige o mesmo preparo do encontro cara a cara com o recrutador.

Veja abaixo algumas dicas:

Pontualidade
Uma entrevista online continua sendo uma entrevista. O fato de você estar conectado da sua casa não o exime da responsabilidade de se preparar adequadamente para o compromisso, a começar pela pontualidade. Informe-se previamente sobre as orientações de acesso e organize-se para estar na sala virtual com 10 minutos de antecedência, eliminando eventuais contratempos. Antes, claro, certifique-se de a conexão da internet está funcionando corretamente.

Postura
Além de se informar sobre competências e habilidades, o recrutador estará interessado na sua postura durante a conversa. Entre outras coisas, ele deverá reparar na naturalidade com que você responde a perguntas e em que medida demonstra interesse no tema, fazendo esclarecimentos adicionais ou não. Também estará em análise a sua capacidade de articulação e coerência ao descrever a carreira. Neste momento em que você é o centro das atenções, a principal recomendação é agir com profissionalismo em frente à câmera e evitar representar uma imagem que não seja fiel.

Modo de vestir
Uma das formas de agir com profissionalismo é escolher a vestimenta adequada para a ocasião. Não há uma regra neste sentido. Organizações tradicionais costumam recomendar que os colaboradores utilizem trajes sociais, enquanto startups geralmente são mais abertas a roupas menos formais. O mais importante é fazer uma escolha pertinente ao perfil da empresa e para a oportunidade em aberto.